A pretensão da Marussia de disputar o Mundial de Fórmula 1 de 2015 sofreu um duro revés, com a recusa da utilização do monolugar do ano passado por partes de outras escuderias.

A decisão inviabiliza, pelo menos, que a equipa britânica participe na prova de abertura do campeonato, o Grande Prémio da Austrália, em Melbourne, a 15 de março, depois de já ter falhado as três últimas corridas da época passada (Estados Unidos, Brasil e Abu Dhabi).

“Eles queriam utilizar o carro no ano passado, mas isso não foi admitido. Era necessário que todas as equipas acedessem e houve três ou quatro que recusaram a proposta”, disse o ‘patrão’ da F1, Bernie Ecclestone.

A decisão foi tomada durante a reunião de quinta-feira do Grupo Estratégico da F1, que reúne representantes de seis escuderias - Mercedes-AMG, Red Bull, Williams, Ferrari, McLaren e Force India -, da Federação Internacional do Automóvel (FIA) e da Fórmula One Management, promotor da especialidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.