O português Miguel Oliveira (Mahindra) conquistou hoje a sua melhor posição da temporada, ao ser quarto na corrida de Moto3 do Grande Prémio de Itália, quinta prova do Mundial de motociclismo, ganha pelo espanhol Luis Salom (KTM).

«Hoje foi uma corrida bastante dura. Tanto eu como a equipa estamos muito satisfeitos com o resultado. Podemos lutar mano a mano com os nossos adversários mais fortes e reduzir a diferença», disse o piloto luso, citado pela sua assessoria de imprensa.

Miguel Oliveira acrescentou fazer um «balanço bastante positivo» e já pensa na próxima prova.

«Na próxima terça-feira testamos novas soluções de motor, que deverão estar prontas para a próxima corrida na Catalunha, na qual já tenho o meu pensamento. Hoje, mais uma vez, demonstrei todo o meu potencial e, por isso, não quero deixar de agradecer aos meus patrocinadores e a todos os meus fãs, que tão carinhosamente me demonstram o seu apoio», finalizou.

Além do excelente lugar ocupado no final da corrida, Miguel Oliveira brilhou ainda ao bater novo recorde do circuito em Moto3 com o tempo de 1.58,00 minutos, apenas mais quatro décimos do que o recorde da "pole".

Sempre em luta no grupo da frente, Miguel Oliveira ainda esteve na liderança a seis voltas do final, mas acabou por a perder na volta seguinte,. quando os seus adversários aproveitaram o cone de ar para o passar.

No final, Salom foi mais forte, cumprindo as 20 voltas ao circuito em 39.53,827 minutos, superando em 99 milésimos de segundo o seu compatriota Alex Rins (KTM) e em 303 milésimos o líder do campeonato, o também espanhol Maverick Vinales (KTM).

Atrás da autêntica "armada" espanhola ficou Miguel Oliveira, que cortou a meta com mais 757 milésimos do que Salom, resultado que permite ao piloto luso ascender do 10º ao sétimo lugar do campeonato, a 73 pontos do líder Vinales, que viu o seu avanço no campeonato ser reduzido para Salom para apenas quatro pontos.

Na categoria de MotoGP, o espanhol Jorge Lorenzo (Yamaha) foi o vencedor, tendo o campeão do Mundo em título assinado assim o seu terceiro triunfo consecutivo neste circuito, recuperando assim alguns pontos para o líder do campeonato, o seu compatriota Dani Pedrosa, hoje segundo. Na classificação, Pedrosa lidera com 103 pontos, contra os 91 de Lorenzo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.