Ryan Newman está hospitalizado e em estado grave, depois de um aparatoso acidente nas 500 milhas de Daytona. O piloto da Nascar viu o seu carro capotar e bater na parede a alta velocidade, antes de se incendiar.

A mítica prova foi ganha por Denny Hamlin, a terceira em Daytona, numa corrida decidida até ao último metro. Apesar do triunfo, as preocupações de Hamlin eram outras.

"Acho que tomamos a vida como uma garantia. Estou a rezar pelo Ryan", comentou.

Ryan Newman, de 42 anos, liderava a prova até a última volta, quando o seu Ford Mustang bateu na parede de proteção da pista, no Daytona International Speedway, e incendiou-se. O despiste aconteceu depois de um toque do piloto Corey LaJoie, da Go Fas Racing, no carro de Newman.

Várias ambulâncias entraram em ação para socorrer o piloto e retira-lo dos destroços.

O vice-presidente executivo da NASCAR, Steve O'Donnell, disse posteriormente aos repórteres que Newman estava em estado grave depois de transportado para um hospital local, mas que não corre perigo de vida.

"Ele está em estado grave, mas os médicos disseram que não corre perigo de vida", explicou.

"É um sentimento estranho, de felicidade por ter vencido, mas obviamente que a saúde de alguém e o bem-estar da sua família é maior do que qualquer vitória em qualquer desporto. Esperemos que esteja tudo bem com ele", disse Hamlin, vencedor da mítica prova de velocidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.