Jorge Lis, ex-piloto espanhol e vice-campeão de Espanha de 125cc em 1996, faleceu depois de 45 dias internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital La Fe, em Valência.

O antigo piloto, que teve uma posição negacionista em relação à pandemia, tendo inclusive recusado levar a vacina contra a COVID-19, esteve em estado muito grave, tendo estado ligado a uma máquina ECMO, que oxigena o sangue, mas acabou por não sobreviver.

De acordo com a agência EFE, que cita os familiares, o ex-piloto mostrou-se arrependido pela sua postura em relação à pandemia. A irmã, Elena Lis, tornou pública uma mensagem enviada por Jorge, a 13 de julho, em que o mesmo admitia que as redes sociais o tinham radicalizado em relação à Covid-19.

"Tenho medo Elena, de que por ter sido um tonto não possamos parar isto. Esta semana foi uma das minhas maiores lições de vida. Passar muito tempo no Twitter, etc, radicalizou-me ao extremo. Oxalá me tivesse vacinado", lê-se na mensagem publicada pela irmã no 'Levante-emv'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.