A Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve congratulou-se hoje com o anúncio do Grande Prémio de Portugal em Portimão em maio e elogiou o trabalho realizado para o garantir.

“É de louvar o esforço de todos os envolvidos e estamos gratos por felizmente, no atual contexto, termos a oportunidade de voltar a acolher este evento único de grande valor”, afirmou o vice-presidente da Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve (AHISA) à Lusa.

Não embarcando em “algumas das projeções que se tentam fazer no impacto direto desta iniciativa”, Daniel Alexandre do Adro destacou a “dinâmica muito significativa” que a “movimentação de equipa, patrocinadores e afins” gera “só por si”, nos hotéis da região diretamente envolvidos.

“É de louvar, neste contexto de crise, conseguir trazer essa dinâmica a uma parte significativa da hotelaria em particular naquela zona”, realçou.

Para o hoteleiro, os efeitos indiretos para a imagem do Algarve “são fenomenais” e recordou os resultados obtidos na edição do ano passado, “ainda mais com a existência de público”, realçou, esperando um resultado similar na edição deste ano.

A possibilidade do evento deste ano poder vir a ter público é apontada com “o ideal”, algo que proporciona uma “envolvente diferente” aos participantes, mas é uma opção que é preciso “avaliar os pró e os contras com os devidos cuidados”, notou.

Numa avaliação da edição do ano anterior, mesmo “com algumas situações menos felizes”, defendeu que gerou uma imagem internacional “muito positiva” e, pelo que chegou a conhecimento publico, “não houve cadeias de transmissão” resultantes do Grande Prémio em Portugal, um resultado final “positivo” que realçou.

Foi hoje anunciado pela organização do campeonato que o Grande Prémio de Portugal vai voltar a integrar o Mundial de Fórmula 1, em 02 de maio, pela 18.ª vez, a segunda consecutiva no Algarve.

O administrador do Autódromo Internacional do Algarve (AIA), Paulo Pinheiro, manifestou-se hoje convicto que, "se a situação da pandemia [de covid-19] continuar a evoluir favoravelmente", a prova do Campeonato do Mundo, marcada para 02 de maio, terá a presença de público.

A Fórmula 1 regressou a Portugal em 2020, ao Autódromo Internacional do Algarve, após 24 anos de ausência do Mundial, na sequência da reorganização dos calendários devido à pandemia de covid-19.

O calendário de 2021 prevê um recorde de 23 provas, entre 23 de março, no Bahrain, e 12 de dezembro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.