O canadiano Lance Stroll (Racing Point) anunciou hoje que vai regressar no Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, no domingo, depois de ter falhado a corrida de Nurburgring, na Alemanha, por ter estado infetado com o novo coronavírus.

“Quero que todos saibam que eu testei positivo à covid-19 depois do fim de semana do Grande Prémio de Eifel [em 11 de outubro]”, escreveu o piloto, na sua conta oficial no Twitter.

Na mesma publicação, Stroll, de 21 anos, diz que teve resultados negativos nos testes ao SARS-CoV-2 nos testes anteriores à corrida, em Nurburgring.

“Na manhã de sábado [10 de outubro], comecei a não me sentir bem e com dor de estômago. Segui o protocolo da FIA [Federação Internacional do Automóvel], isolei-me e não voltei ao ‘paddock’. Não estava preparado para correr, por isso viajei para casa no domingo de manhã. Como não me sentia ainda bem, fiz um teste à noite”, explicou.

Este teste confirmou a infeção e Stroll assegurou ter estado em “auto-isolamento durante 10 dias”.

“Felizmente, os meus sintomas foram muito ligeiros. Entretanto, voltei a fazer um teste na segunda-feira desta semana e o resultado foi negativo. Sinto-me em grande forma e não posso esperar por voltar à equipa e correr em Portugal”, rematou.

Stroll, que foi substituído pelo alemão Nico Hulkenberg no Grande Prémio de Eifel, é atualmente o nono classificado da classificação de pilotos, com 57 pontos, menos 173 do que o líder, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes).

Os treinos livres para o Grande Prémio de Portugal arrancam na sexta-feira, com a primeira sessão marcada entre as 11:00 e as 12:30 e a segunda entre as 15:00 e as 16:30.

A 12.ª corrida da temporada está marcada para domingo, em Portimão, a partir das 13:10.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.