O ministro da Educação considerou hoje que a eleição de Jorge Viegas para presidente da Federação Internacional de Motociclismo (FIM) é o coroar de uma carreira, e uma prova do peso do dirigismo português em instituições internacionais.

“Esta eleição é o coroar de uma carreira de desportista, jornalista e dirigente, na qual foi fundador da federação portuguesa de motociclismo”, disse Tiago Brandão Rodrigues.

O governante destacou ainda o “crescente peso do dirigismo português e do desporto nacional nas instituições internacionais”, acrescentando: “Esta eleição vem também dar lugar de destaque ao que o papel dos dirigentes desportivos nacionais nas organizações internacionais.

Também o secretário de Estado do Desporto e Juventude, João Paulo Rebelo, manifestou satisfação com a eleição de Jorge Viegas.

"Só podemos sentir orgulho quando um dirigente desportivo português atinge um cargo de responsabilidade mundial. Parabéns à Federação de Motociclismo de Portugal e ao Jorge Viegas que se tornou hoje Presidente da FIM", lê-se no Twitter oficial do governante.

Jorge Viegas foi hoje eleito presidente da FIM, com 79 votos em 101 possíveis, na Assembleia Geral daquela entidade, que decorre no principado de Andorra.

Aos 61 anos, o antigo presidente da Federação de Motociclismo de Portugal, tornou-se o primeiro português a assumir a presidência da entidade máxima do motociclismo mundial, feito inédito ente as principais federações internacionais.

Viegas foi candidato único, depois da desistência do austríaco Wolfgang Srb, por motivos de saúde, sucedendo, assim, ao venezuelano Vito Ippolito, que presidiu à FIM durante três mandatos.

Jorge Viegas é gestor e empresário, tendo sido fundador e presidente da Federação Nacional de Motociclismo, entretanto reconvertida em Federação de Motociclismo de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.