Perto de serem completados cinco anos desde o grave acidente de Schumacher, nos Alpes, há novidades quanto à condição física do ex-piloto de Fórmula 1.

Desde 2013 que a família de Schumacher mantém total silêncio sobre a saúde do antigo piloto. Agora, e segundo o jornal inglês 'Daily Mail', sabe-se que 'Schumi' não se encontra acamado nem sobrevive com a ajuda de um ventilador, mas que necessita de "cuidados intensivos de enfermagem".

A mesma publicação avança ainda que os tratamentos médicos a Schumacher têm um custo de 50 mil euros por semana e que o alemão tem um anexo à sua casa na Suíça onde realiza os seus tratamentos.

Estes novos dados contrariam os relatos anteriores que referiam que o antigo piloto estava instalado na mansão da família, na Suíça, onde recebe cuidados médicos.

Esta noticia sobre surge depois do presidente da Federação Internacional do Automóvel, Jean Todt, ter confessado que assistiu ao lado de Michael Schumacher ao Grande Prémio do Brasil, disputado em novembro, e que coincidiu com a vitória de Lewis Hamilton na prova deste ano.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.