O finlandês Jari-Matti Latvala (Ford Fiesta RS) lidera o rali da Acrópole no final do primeiro dia de provas, em que apenas se disputou a ronda de qualificação e uma especial de 25 quilómetros.

O rali grego, sexta etapa do Mundial de ralis (WRC), conta com a presença do português Armindo Araújo (MINI), que parte para as especiais de sexta-feira na 14.ª posição.

O piloto português queixou-se da «traseira muito solta» do seu carro e promete «alterar as afinações» para sexta-feira.

Ausente no rali da Argentina, na sequência de um acidente de esqui, Latvala superou agora os dois Citroen DS3 de fábrica, do francês Sébastien Loeb, octocampeão do Mundo, e do finlandês Mikko Hirvonen.

O norueguês Petter Solberg (Ford Fiesta RS), que fora o melhor na "qualifying stage", fez uma má opção de pneus, pensando que ia chover, o que não aconteceu. Com pneus mais "macios" do que o recomendável, perdeu quase 15 segundos para o primeiro e é apenas 15.º, após chegar com os pneus destruídos.

«Erro meu», disse no final Solberg, campeão do Mundo em 2003 e que não ganha um rali desde 2005.

O rali prossegue na sexta-feira com mais oito especiais, a partir das 07h00 locais. Serão 170 quilómetros em pistas difíceis, com duas paragens de 15 minutos para assistência, apenas.

Latvala lidera com 17.38 minutos, com Loeb a 2,8 segundos e Hirvonen a 7,1. O norueguês Mads Ostberg (Ford Fiesta RS) está a 13,7 e Solberg a 14,6.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.