O francês Sébastien Loeb (Hyundai i20) lidera o Rali da Catalunha no fim do primeiro dia, 1,7 segundos à frente do belga Thierry Neuville (Hyundai i20), enquanto o estónio Ott Tanak (Toyota) está mais perto do título.

O líder do campeonato, que terminou esta sexta-feira apenas na quinta posição, beneficiou dos problemas hidráulicos sentidos pelo francês Sébastien Ogier no seu Citroën C3.

A duas provas do final do campeonato, o piloto da Toyota precisa apenas de bater Ogier, atual campeão em título, que hoje perdeu mais de quatro minutos, caindo da liderança para a 17.ª posição, a 4.01,4 minutos de Loeb.

"Não foi fácil. Sem um objetivo pelo qual lutar, a motivação está em baixo. Não quero que nada de mal aconteça a ninguém, mas isto é desporto motorizado e nunca se sabe o que pode suceder", frisou o piloto de Gap, seis vezes campeão mundial, no final do dia dedicado à gravilha, na única prova mista do campeonato.

Para Loeb, o dia foi positivo, pois subiu de nono a primeiro graças à vitória em três das seis especiais, numa prova em que festejou a vitória há precisamente um ano.

"É fantástico estar na liderança deste rali, mesmo se ainda é muito cedo para cantar vitória", frisou Loeb, confessando que usou "um pouco de estratégia na gestão dos pneus", guardando os pneus duros para as especiais finais.

No sábado, disputam-se mais sete especiais, todas em asfalto, com 122 quilómetros cronometrados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.