O piloto espanhol Marc Márquez (Honda) estará ausente das duas primeiras provas do Mundial de MotoGP, que se disputam no Qatar, nos próximos dois fins de semana, devido à lesão sofrida no início da temporada passada, em Espanha.

Em comunicado, a equipa do hexacampeão mundial explica que, apesar da "boa evolução" da recuperação, "considerando o atual processo de consolidação óssea", após a fratura do úmero do braço direito, "os médicos consideram prudente e necessário não acelerar o regresso às pistas depois de tanto tempo de inatividade, para evitar colocar em risco o úmero de Márquez em alta competição".

O mesmo comunicado indica que o piloto será submetido a nova avaliação em 12 de abril, o que implica falhar não só a ronda de abertura do campeonato, no domingo, como a segunda corrida, prevista para a semana seguinte, no mesmo circuito de Losail, no Qatar.

"Depois da última consulta com a equipa médica, os especialistas disseram que o mais prudente era não participar no Grande Prémio do Qatar e continuar com o plano de recuperação que fizemos nas últimas semanas", explicou o piloto espanhol.

Márquez admitiu ainda que teria ficado "encantado" por "poder participar na corrida inaugural do campeonato do mundo", mas reconheceu que tem de "continuar a trabalhar para poder recuperar as condições ótimas" que lhe permitam regressar à competição.

O Mundial de velocidade de motociclismo de 2021 arranca no domingo, com o Grande Prémio do Qatar, primeira de 21 corridas previstas para este ano.

Portugal acolhe a terceira ronda do calendário, no Autódromo Internacional do Algarve, de 16 a 18 de abril.

O português Miguel Oliveira cumpre a terceira época na categoria rainha, depois de ter sido 17.º e nono nas temporadas anteriores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.