O Presidente da República lamentou hoje a morte de duas pessoas na sequência do despiste de um piloto esta tarde na rampa de Murça, distrito de Vila Real, e desejou as “rápidas melhoras” aos quatro feridos.

Numa nota publicada no seu ‘site’ oficial, a Presidência da República refere que Marcelo Rebelo de Sousa “lamenta a morte de duas pessoas que perderam hoje a vida na sequência de um despiste enquanto assistiam a uma prova de Rally na Rampa de Murça, em Vila Real”.

De acordo com a mesma nota, o Presidente dirigiu “aos seus familiares as mais sentidas condolências”.

“Aos feridos que resultaram do mesmo acidente, particularmente o bombeiro que ali prestava serviço, vem o Presidente da República desejar rápidas melhoras, estando a acompanhar a evolução da sua situação”, acrescenta a Presidência.

O despiste de um piloto que participava na rampa de Murça causou hoje dois mortos e quatro feridos, dois em estado grave, disse à agência Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real.

Segundo este CDOS, o acidente aconteceu por volta das 16:15, quando o carro de um piloto que participava na rampa de Murça, distrito de Vila Real, “saiu da estrada e atropelou vários espetadores”, causando a morte a duas pessoas e ferimentos noutras quatro, uma das quais um bombeiro que prestava apoio à prova, pontuável para o Campeonato de Portugal de Montanha.

Foram enviadas para o local duas Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação, um helicóptero do Instituto de Nacional de Emergência Médica e bombeiros de duas corporações da região.

Entretanto, a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e a GNR esclareceram que o acidente se deveu a uma “falha técnica”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.