O português Miguel Oliveira (KTM) desistiu hoje do Grande Prémio da Áustria de MotoGP, na sequência de uma queda que envolveu também o espanhol Pol Espargaró (KTM), quando seguia em sexto, a uma dezena de voltas do final.

Miguel Oliveira, que partiu para esta corrida do 11.º lugar, seguia na sexta posição quando Espargaró, então terceiro, alargou a trajetória numa das curvas do circuito de Spielberg, guinando novamente para o interior da pista, apanhando, nesse movimento, o português.

O piloto natural de Almada não escondeu a frustração por se ver novamente atirado ao chão por um piloto da mesma marca – é a terceira vez em menos de um ano –, pontapeando uma cadeira já nas boxes da equipa Tech3.

O Grande Prémio da Áustria, quarta prova do Mundial de MotoGP, ficou já marcado por uma interrupção à nona volta em virtude de um acidente entre o francês Johann Zarco (Ducati) e o italo-brasileiro Franco Morbidelli (Yamaha), que levou o piloto da Yamaha ao hospital por precaução.

A corrida foi retomada com 20 voltas para disputar.

Miguel Oliveira iniciou a corrida no 12.º posto do campeonato, depois de ter alcançado, no passado domingo, o melhor resultado de sempre na categoria ‘rainha’, com o sexto lugar, em Brno, na República Checa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.