Miguel Oliveira triunfou na Rep. Checa em Moto2, depois ter resistido nos instantes finais à pressão de Marini, com quem trocou de posição por quatro vezes na última volta, antes de garantir o primeiro lugar em definitivo.

"Foi muito duro. A meio da corrida não pensei que pudesse ganhar. Quando liderei, tive dificuldade em segurar a frente. Na parte final, sabia que tudo ia decidir-se na última volta, nas últimas curvas. Estava sempre à espera que surgisse alguém de qualquer lado. Sentia-me no meio de uma sanduíche italiana, ou melhor, numa pizza. Acabámos na frente, estou muito contente pela equipa", afirmou Miguel Oliveira.

O piloto português subiu pela sexta vez ao pódio nesta temporada, contabilizando duas vitórias, dois segundos lugares e dois terceiros.

A 11.ª das 19 provas é Grande Prémio da Áustria, que se realiza em 12 de agosto na 'casa' da equipa de Miguel Oliveira, o Red Bull Ring, em Spielberg.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.