Miguel Oliveira (KTM) subiu hoje uma posição no Mundial de MotoGP depois de ter terminado o Grande Prémio do Japão na 12.ª posição, dia em que a Honda festejou o título de Construtores graças à vitória do espanhol Marc Márquez.

Numa corrida com pouca história dado o domínio exercido por Márquez desde o arranque no Twin Ring de Motegi, o piloto português arrancou da 16.ª posição da grelha mas terminou a primeira volta apenas em 18.º.

No entanto, no último terço da corrida, Miguel Oliveira beneficiou de uma escolha acertada de pneus, pois a mistura intermédia que usou na traseira permitiu maior longevidade das borrachas em comparação com os pneus macios dos seus adversários do meio do pelotão.

O piloto de Almada terminou as 25 voltas desta 16.ª prova da temporada a 27,870 segundos do vencedor e a pouco mais de dois segundos da melhor KTM, a do espanhol Pol Espargaró, que foi 11.º classificado.

A vitória de Márquez só esteve ameaçada pelo próprio ritmo do já campeão mundial, que chegou a ter 2,6 segundos de vantagem sobre o segundo classificado, o francês Fabio Quartararo (Yamaha), antes de o aviso de falta de combustível o ter feito abrandar o ritmo na última volta, tendo mesmo de ser empurrado pelos adversários depois de cortada a meta.

Ainda assim, os 870 milésimos de segundo de vantagem com que cortou a linha de meta foram suficientes para dar o 25.º título mundial de Construtores à Honda, graças à décima vitória da temporada do piloto espanhol, quarta consecutiva.

Com três provas ainda por disputar, Marc Márquez e a Honda já são campeões mundiais enquanto Miguel Oliveira aproveitou a queda do italiano Andrea Iannone (Aprilia) para subir um lugar no Mundial, sendo agora 16.º, com 33 pontos.

Márquez chegou aos 350 pontos, mais 119 do que o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), que hoje foi apenas terceiro.

Em Moto2 vive-se um duelo de famílias campeãs. O italiano Luca Marini (Sky Kalex) venceu a segunda corrida consecutiva. No entanto, o irmão de Valentino Rossi está apenas no sexto lugar do campeonato, a 58 pontos do líder, o espanhol Alex Márquez (Estrela Galicia Kalex), irmão do campeão de MotoGP Marc Márquez.

Em Moto3 foi o italiano Lorenzo dalla Porta (Leopard Honda) a vencer, alargando a vantagem na liderança do campeonato para os 47 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.