Não foi feliz para Miguel Oliveira o Grande Prémio da Estíria de 2021 de MotoGP. No circuito onde, em 2020, se estreou a ganhar na categoria rainha do motociclismo mundial, o piloto português tinha sofrido uma queda nos treinos de qualificação, sexta-feira, e este domingo, na corrida, acabou por se ver forçado a desistir.

A partida foi, desde logo, acidentada. Um acidente entre Lorenzo Savadori e Dani Pedrosa deixou motas a arder em pista e levou o primeiro a ser retirado em maca. Bandeira vermelha e a corrida foi interrompida.

A grelha foi, depois, formada com a mesma ordem da qualificação. Miguel Oliveira partiu em 12.º, ainda chegou a 10.º mas, a 14 voltas do fim, com problemas mecânicos, o pilto de Almada começou a perder muitos lugares, entrou nas boxes e abandonou.

Lá na frente, Jorge Martin continuava na liderança, com Joan Mir na segunda posiçãoe Fabio Quartararo na terceira, e acabou mesmo por ser, por essa ordem, o pódio neste GP da Estíria, na Áustria.

Áustria que vai também receber a próxima corrida do Mundial de MotoGP, já na próxima semana.

Com estes resultados, Quartararo aumentou a vantagem na liderança do campeonato, tendo agora 172 pontos, contra 132 do segundo, o francês Johann Zarco (Ducati), sexto na Áustria, enquanto Miguel Oliveira é sétimo, com 85.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.