O português Miguel Oliveira (KTM) explicou hoje que o vento jogou a seu "favor" na Qualificação para o Grande Prémio de Portugal de MotoGP, a disputar no domingo em Portimão e para o qual garantiu a 'pole position'.

"Foi uma boa volta. Sabia que tínhamos capacidade de ainda tirar algumas décimas ao [tempo do] treino desta manhã", começou por explicar o piloto da Tech3.

Miguel Oliveira sublinhou que conseguir a 'pole position' "não foi fácil, porque o vento não ajudava em algumas curvas".

"Mas, como é vento português, jogou a meu favor e consegui esta primeira 'pole' em Portugal, que tem um significado especial", sublinhou o piloto de Almada.

Miguel Oliveira acrescentou que "o trabalho ainda não está feito" e que será preciso conclui-lo "amanhã e fechar com chave de ouro" este GP de Portugal.

Na 'flash interview' no final da sessão, o piloto luso frisou que está "a desfrutar de cada volta e isso foi decisivo para o resultado de hoje".

O GP de Portugal de MotoGP é a 14.ª e última prova do campeonato do mundo, à qual o piloto português chega no 10.º lugar, com 100 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.