Ao contrário do que se esperava, a FIA (Federação Internacional do Automóvel, em português) não aplicou qualquer castigo extra a Sebastian Vettel, na sequência do incidente que protagonizou no Grande Prémio do Azerbaijão. O alemão da Ferrari bateu de forma deliberada contra Lewis Hamilton, da Mercedes e foi penalizado com dez segundos e um ´stop and go`.

A FIA, presidida por Jea Todt, ex-chefe da Ferrari, aceitou o pedido de desculpas de Vettel e encerrou o caso, mas assegurou que "se se repetir semelhante comportamento, o caso será remetido imediatamente ao Tribunal Internacional". Mas o que a FIA não explica é se estava a referir ao reincidente Vettel, que se livrou de uma dura sanção pela segunda vez em menos de um ano, ou se a todos os pilotos. Uma dúvida partilhada por vários ex-pilotos de Fórmula mas também amantes da modalidade 1 que não entendem a decisão branda do organismo que rege o automobilismo mundial.

"Boa pergunta. Se se volta a repetir tal comportamento, irá ao Tribunal Internacional. Mas estava a referir-se só a Vettel ou qualquer piloto?", questionou um aficionado de Fórmula 1 no twitter.

Até Damon Hill, antigo campeão do Mundo de Fórmula 1 e comentador na televisão britânica ´Sky F1`, lançou mais ´achas para a fogueira`. O inglês publicou um ´meme` na sua conta no twitter.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.