A Peugeot Sport conta com sete pilotos para enfrentar o regresso ao Mundial de Resistência em automobilismo e tentar a vitória nas 24 Horas de Le Mans, foi hoje anunciado.

Os pilotos serão o francês Loïc Duval, o dinamarquês Kevin Magnussen, o francês Jean-Eric Vergne, companheiro de equipa do português António Félix da Costa na DS Techetaah no campeonato de Fórmula E, o escocês Paul di Resta, que foi companheiro de equipa do português Filipe Albuquerque nos últimos três anos, tendo conquistado as 24 Horas de Le Mans na categoria de LMP2 em 2020, o norte-americano Gustavo Menezes, o dinamarquês Mikkel Jensen e o britânico James Rossiter.

De acordo com o diretor técnico da Peugeot Sport, o francês Olivier Jansonnie, "para serem selecionados e escolhidos, estes sete pilotos foram sobretudo avaliados por critérios de desempenho em eventos do WEC, mas também das categorias ELMS e IMSA".

"Olhámos para todos os campeonatos de resistência dos últimos cinco anos. O resultado ‘bruto' em corrida não foi o elemento essencial, sendo que também estudámos a velocidade, a consistência e fiabilidade de um grande número de condutores. Queríamos uma composição que se complementasse e que fosse eclética, misturando jovens talentos e pilotos experientes, mas também pilotos conhecidos pelas suas qualidades de desenvolvimento, em especial na vertente da hibridização", explicou.

Este é o regresso da marca francesa à resistência, depois de uma primeira participação com o Peugeot 908 diesel entre 2007 e 2012, tendo conquistado as Le Mans Series (campeonato de resistência) pelas mãos do português Pedro Lamy, em 2007, e as 24 Horas de Le Mans de 2009, com Alexander Wurz, Marc Gené e David Brabham.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.