A ‘power stage’ das provas do Mundial de ralis, que já atribui pontos aos cinco pilotos mais rápidos, vai passar a pontuar também para o campeonato de construtores, anunciou hoje a Federação Internacional do Automóvel (FIA).

O Conselho Mundial da FIA decidiu que os dois pilotos mais bem posicionados de cada equipa que terminem nos cinco primeiros lugares da ‘power stage’ pontuarão para o campeonato de marcas, “com o propósito de adicionar uma dimensão suplementar à luta dos construtores”.

O organismo regulador do desporto automóvel decidiu também que, “para assegurar o valor intrínseco do Mundial de ralis, pelo menos metade das provas do calendário inicial deverão realizar-se para que possam ser atribuídos títulos”.

Em 2020, apenas se realizaram sete das 13 provas previstas, duas das quais não estavam no calendário inicial, com o Rali de Portugal a ser uma das etapas canceladas, devido à pandemia de covid-19.

O campeonato do mundo de ralis de 2021 prevê a realização de 12 provas, uma das quais, a da Suécia, já foi cancelada, devido à pandemia, mas existem vários países de reserva: Turquia, Letónia, Bélgica, Argentina, Grécia e Itália (Monza). O Rali de Portugal está agendado para o período entre 20 e 23 de maio de 2021.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.