Max Verstappen, piloto da Red Bull, gostava que as corridas de Fórmula 1 fossem tão imprevisíveis como as do MotoGP. O holandês considera que as qualificações não podem ser tão determinantes na Fórmula 1 como se revelam nos dias de hoje.

"Precisamos que as corridas na F1 sejam mais excitantes, que os pilotos consigam perseguir o carro dos adversários mais proximamente e que a qualificação não seja um fator decisivo na corrida como é atualmente", disse à 'Motosport.com', antes de dar um exemplo.

"Olhem para o campeonato de MotoGP, por exemplo. Mesmo que te qualifiques em 10.º, ainda podes ganhar a corrida. Isso dificilmente acontece na Fórmula 1, porque é muito difícil seguir os outros carros na maioria dos circuitos.", explicou.

As novas regras que entrarão em vigor na modalidade em 2022 podem ser uma resposta a esse problema, considera Verstappen.

"Penso que é por isso que as novas regras vão aparecer de 2022 para a frente. Se essas novas regras vão desacelerar a Mercedes ou não, não conseguimos dizer nesta altura", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.