A presidente da Câmara de Portimão considerou hoje que o regresso em abril de uma prova do Mundial de MotoGP ao autódromo do Algarve reflete "o reconhecimento da qualidade do circuito e a excelência" da organização portuguesa.

“O regresso desta importante prova mundial de motociclismo significa que a corrida aqui realizada em 2020 foi excelente, daí os organizadores incluírem o autódromo de Portimão no calendário deste ano”, disse à agência Lusa a presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes (PS).

A autarca considera que a prova, mesmo que não venha a ter público nas bancadas, traduz-se num importante impulso para a economia da região “e, até mesmo, do país, devido à sua projeção mundial”.

“Os milhares de pessoas que integram as equipas vão deixar muito dinheiro, porque vão ficar alojados nas unidades hoteleiras e a transmissão e divulgação do evento tem uma projeção mundial, de facto, inigualável”, enfatizou.

Na opinião de Isilda Gomes, a realização de duas provas em dois anos consecutivos, “deve-se à tenacidade, persistência e credibilidade do Paulo Pinheiro, diretor do autódromo, que tem continuado teimosamente a apostar nos grandes eventos”.

“Estaremos sempre ao seu lado [Paulo Pinheiro], a quem devemos agradecer por continuar a trabalhar para trazer para Portugal provas dos mundiais de motociclismo e de automobilismo. Tem lutado e tem conseguido atingir esses objetivos”, sublinhou.

Portugal vai acolher pelo segundo ano consecutivo uma prova do Mundial de MotoGP, em 18 de abril, no Autódromo Internacional do Algarve, foi hoje anunciado pela organização do campeonato (Dorna) e a Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

O adiamento das corridas marcadas para Argentina (11 de abril) e Estados Unidos (18 de abril), devido ao aumento de casos provocados pela pandemia do novo coronavírus, promoveu o Autódromo Internacional do Algarve de suplente a circuito efetivo do campeonato.

Portugal vai acolher a terceira etapa do Mundial de MotoGP, que arranca em 28 de março, em Losail, no Qatar, o mesmo circuito que vai receber a segunda etapa, o GP de Doha, em 04 de abril.

Em 2020, Portimão recebeu pela primeira vez uma corrida de MotoGP, em 22 de novembro, quando Miguel Oliveira (KTM) arrebatou o segundo triunfo na classe rainha do motociclismo de velocidade, depois do triunfo em Estíria, na Áustria, em 23 de agosto.

Esta vai ser a 15.ª edição do Grande Prémio de Portugal de MotoGP, depois de 12 edições, entre 2002 e 2012, terem sido disputadas no autódromo do Estoril e a de 1987 no circuito de Jarama, em Espanha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.