Michael Schumacher (Mercedes) será penalizado em cinco lugares na grelha de partida do Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1, como consequência do acidente de hoje com Bruno Senna (Williams), no GP de Espanha.

Os comissários da prova espanhola consideraram que o veterano alemão, heptacampeão mundial, foi o único responsável pelo choque entre os dois pilotos, ocorrido durante a 13.ª volta, uma vez que, apesar das culpas poderem ser repartidas, o brasileiro ainda tentou desviar-se.

Os dois pilotos recusaram responsabilidades pelo acidente logo no final da corrida e Schumacher voltou a fazê-lo depois de conhecida a decisão da direção da corrida, disputado no circuito da Catalunha.

«Perdi um minuto a ver o vídeo e pode ver-se que ele se move para a direita para defender a posição interior, mas na fase de desaceleração volta outra vez para a minha frente», explicou o piloto.

O piloto da Mercedes correrá o próximo GP do Mónaco, a 27 de maio, com a penalização de cinco lugares na grelha de partida, um castigo semelhante ao que tinha recebido no Bahrein, devido a uma mudança não autorizada na caixa de velocidades antes da prova.

Acompanhe aqui a época de F1.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.