O belga Thierry Neuville (Hyundai) é o primeiro líder do rali da Suécia, segunda prova do campeonato do mundo, depois de vencer esta quinta-feira a superespecial de abertura, em Karlstad.

Neuville gastou 1.34,9 minutos a percorrer os 1900 metros do traçado, batendo o francês Sébastien Ogier (Citröen) por 0,8 segundos. Os dois rivais enfrentaram-se num duelo individual, pois a organização colocou dois concorrentes de cada vez em pista e foram os mais rápidos. O norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai) fechou os lugares do pódio a 1,1 segundos de Neuville, que enfrentou fantasmas antigos. Há dois anos, neste mesmo troço, deu um toque que lhe custou a vitória.

"Sabemos o que é perder aqui o rali e, também, ganhá-lo. Vai ser um fim de semana complicado, mas sinto-me confortável com o carro", explicou o belga.

O estónio Ott Tanak (Toyota) foi o quarto, a 1,9s de Neuville, com o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota) em quinto, ele que se tornou no piloto a alinhar em mais ralis na história do WRC, com 197 presenças.

"Senti alguma pressão mas agora está feito e posso relaxar", admitiu Latvala.

Destaque ainda para o oitavo lugar do finlandês Marcus Gronholm (Toyota), que não competia no mundial desde 2007, ano em que ganhou na Suécia e em Itália.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.