Valentino Rossi testou positivo à COVID-19 e vai falhar o Grande Prémio de Aragão de MotoGP, que está agendado para este domingo. O piloto italiano explica que foi diagnosticado poucas horas de viajar.

"Fiz o teste terça-feira de manhã e estava bem, tinha luz verde para viajar. Mas por sorte, na quarta-feira à noite e na quinta-feira de manhã, antes de viajar, comecei a sentir-me mal e os sintomas eram os da covid: dores nas costas, nos ossos, dores de cabeça... Medi a febre e estava com 37.6. Fiz outro teste. O teste rápido dava negativo, mas decidi mesmo assim não viajar porque não me sentia bem. O PCR, o teste 'bom', chegou à tarde e era positivo. Felizmente estou em casa", contou Rossi a uma rádio italiana.

O caso de Rossi foi conhecido no mesmo dia em que a nadadora italiana Federica Pellegrini também revelou ter contraído o vírus. "Disse-lhe 'este vírus tem olho porque passa por ti, por mim, pelo Cristiano Ronaldo, pelo Ibrahimovic... O vírus agora aposta alto", disse o motociclista, sempre muito bem-humorado.

Com nove corridas já disputadas, o italiano é o 13.º classificado, com 58 pontos, a 11 do português Miguel Oliveira (KTM), que é nono.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.