Marat Safin, antigo número 1 do ténis, acredita numa teoria da conspiração sobre o coronavírus, e que partilhou numa conversa com o diário russo 'Sports' através do Instagram.

"Em 2015, o Bill Gates disse que em breve o mundo iria ter uma enorme pandemia, que o nosso próximo problema global não seria uma guerra, mas um vírus", começou por dizer.

"Considero Bill Gates um homem muito inteligente e não acredito que tenha poderes de adivinhação, ele simplesmente sabia isto", reforçou.

Segundo a teoria de Safin, o objetivo é implementar a vacinação por micro-chip: "Tudo está destinado para que as pessoas sejam vacinadas com micro-chips. Está tudo escrito na internet e creio nesses momentos que isso ocorrerá. Não creio que a civilização seja exterminada, mas creio que em breve nos colocarão chips para nos controlar e saber onde estamos. Creio que há gente mais poderosa que os próprios líderes mundiais."

"Creio que existem homens mais poderosos do que todos esses líderes, Trump, Putin, Merkel... Homens que realmente administram dinheiro, donos do mundo, que assim podem fazer o que quiserem", vincou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.