A ex-tenista francesa Marion Bartoli revelou ter “temido pela vida” devido a um vírus misterioso contraído em fevereiro, que levou o departamento médico de Wimbledon a impedir a participação no ‘torneio de lendas’ por temerem pela sua saúde.

“Temi pela minha vida, temi que um dia o meu coração parasse. A minha vida tornou-se um pesadelo. Estou a definhar e não sei porquê”, disse ao canal britânico ITV a ex-tenista francesa, que se apresentou no torneio londrino, terceiro 'Grand Slam' de 2016, com uma drástica perda de peso.

Bartoli, que terminou a carreira um mês após a conquista do título em Wimbledon, em 2013, devia ter disputado na terça-feira um encontro de pares no ‘torneio de lendas’ com a britânica Anne Keothavong, mas foi substituída pela britânica Melanie South por “razões de ordem médica”.

A francesa, de 31 anos, disse que contraiu em fevereiro um vírus que nem os médicos que a trataram foram capazes de identificar, depois de uma sequência de três longas viagens aéreas, entre a Austrália, Índia e Estados Unidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.