Os portugueses Nuno Borges e Gonçalo Oliveira estrearam-se hoje com uma vitória no ‘challenger’ de Braga e acederam à segunda ronda do torneio de categoria 80 do ATP Tour, que decorre até domingo.

Borges, número 94.º no ‘ranking’ ATP e primeiro cabeça de série, encerrou a jornada de hoje no ‘court’ central do Clube de Ténis de Braga com um triunfo frente ao italiano Gian Marco Moroni (329.º ATP), em apenas dois ‘sets’, com os parciais de 6-3 e 6-4.

Depois de ter sido eliminado na ronda de abertura em 2021, o jovem maiato, número dois nacional, garantiu a continuidade em prova e um encontro com Matheus Pucineli de Almeida, que representou a seleção do Brasil na eliminatória com Portugal na Taça Davis, em Viana do Castelo.

“De certa forma até estou surpreendido pela forma como me senti em campo. Achei que ia ter maiores problemas de adaptação, visto que vim da Taça Davis, disputada numa superfície totalmente diferente [piso rápido] e com dois dias emocionalmente muito desgastantes. Mas sinto que fiz um bom trabalho. Senti-me bem fisica e mentalmente, joguei de uma maneira competente do início ao fim e estive lá com o meu nível. Há alguns detalhes a melhorar, mas estou muito satisfeito com a minha entrada no torneio”, comentou Nuno Borges, após a vitória em terra batida.

Gonçalo Oliveira, assim como o compatriota, de 25 anos, também assegurou a passagem à fase seguinte, ao bater na estreia o ‘qualifier’ francês Ugo Blanchet em dois ‘sets’, pelos parciais de 6-1 e 7-6 (7-3), ao cabo de uma hora e 52 minutos.

Na segunda ronda, o portuense (396.º), que venceu hoje o seu primeiro encontro no ATP Challenger Tour em três meses, vai medir forças com o neerlandês Jelles Sels (196.º), responsável pela derrota do italiano Franco Agamenone, terceiro cabeça de série, com 6-3 e 7-6 (9-7).

Ao contrário de Borges e Oliveira, que se juntam assim a João Domingues na segunda eliminatória, Frederico Silva (251.º) foi superado pelo espanhol Nicolas Sánchez Izquierdo (238.º), por 6-2 e 7-5, e Gastão Elias foi ultrapassado pelo segundo cabeça de série, Carlos Taberner, pelos parciais de 6-3, 4-6 e 6-4.

Duarte Vale, por sua vez, foi derrotado pelo francês Benoit Paire, antigo ‘top-20’ e atual 168.º classificado no ‘ranking’ mundial, em três partidas, por 3-6, 6-3 e 6-2, ao passo que Pedro Araújo foi afastado pelo ‘qualifier’ Pablo Lamas Ruiz, por 3-6, 6-1 e 6-2.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.