O tenista alemão Alexander Zverev foi hoje condenado a uma suspensão de dois meses, devido ao comportamento violento no torneio de Acapulco, que só será aplicada caso viole o código de conduta antidesportiva nos próximos 12 meses.

De acordo com a Associação de Tenistas Profissionais (ATP), caso Zverev seja multado por “abuso verbal ou física sobre um adversário, espetador ou árbitro no ‘court’” até 22 de fevereiro de 2023 será suspenso por oito semanas e obrigado a pagar uma multa de 25.000 dólares (cerca de 23.000 euros).

Zverev, campeão olímpico e número três da hierarquia mundial, tem até sexta-feira para recorrer da sentença, que lhe foi aplicada pelo comité de regulamentos e competições da ATP.

Em 23 de fevereiro, Alexander Zverev foi desclassificado do torneio de Acapulco, depois de bater violentamente com a raquete na cadeira do árbitro, no final de um encontro de pares.

Depois de perder na primeira ronda de pares, ao lado do brasileiro Marcelo Melo, frente ao britânico Lloyd Glasspool e ao finlandês Harri Heliovaara, Zverev bateu, violentamente, três vezes na cadeira do árbitro.

No mesmo dia, o tenista alemão apresentou desculpas públicas pelo “inaceitável” acesso de cólera que motivou a desclassificação do torneio: “Aquilo não deveria ter acontecido, não tenho desculpa. Peço desculpa aos meus admiradores, ao torneio e a este desporto que adoro. Como sabem, dou tudo dentro do ‘court’. Na terça-feira, dei em demasia”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.