Os encontros de quinta-feira dos seis torneios de ténis preparatórios do Open da Austrália foram suspensos, após ter sido detetado um caso positivo ao novo coronavírus entre os funcionários de um hotel, anunciou hoje a organização.

Os jogadores e restantes elementos acreditados para o torneio australiano, primeiro ‘Grand Slam’ de 2021, foram colocados em isolamento e a aguardar o resultado de testes, depois de um empregado do hotel onde estão em quarentena ter acusado positivo.

“As pessoas ligadas ao Open da Austrália que passaram a quarentena neste hotel [entre 500 a 600] vão ser testadas e isoladas até receberam um resultado negativo. Não haverá encontros no Melbourne Park na quinta-feira”, referem, em comunicado, os organizadores.

Cerca de 50 partidas estavam marcadas para quinta-feira nos torneios de preparação, todos realizados em Melbourne Park - tal como acontecerá com o Open da Austrália -, um dos quais teve a participação dos portugueses Pedro Sousa e Frederico Silva, ambos já eliminados.

Pedro Sousa teve entrada direta no quadro principal do Open da Austrália, a realizar entre 08 e 21 de fevereiro, com fortes restrições devido à pandemia de covid-19, no qual terá a companhia de Frederico Silva, que se qualificou pela primeira vez para um ‘major’.

João Sousa também tinha entrada direta no torneio, mas o número um português esteve infetado com o novo coronavírus e foi impedido de viajar para Melbourne pelas autoridades australianas, no âmbito das medidas estritas decretadas pelo governo daquele país para combater a pandemia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.