O tenista norte-americano Sam Querrey fugiu de um hotel em São Petersburgo, onde estava confinado após ter dois testes positivos ao novo coronavírus, embarcando num jato privado com a família, anunciou hoje a organização do Open daquela cidade.

Segundo explica o comité organizador do torneio ATP, Querrey, de 33 anos e 49.º no ‘ranking' mundial, Querrey e a família tiveram um teste positivo em 11 de outubro, confirmado num segundo teste, e ficaram confinados numa unidade hoteleira, com as autoridades a recomendarem exames médicos a todos.

Após a recusa do norte-americano, sugeriram-lhe a transferência para um apartamento, mas antes que fosse submetido a um novo teste, abandonou o hotel durante a madrugada de terça-feira, com a família, e abandonou território russo a bordo de um avião privado.

Não informou a receção do hotel, nem avisou a organização, que colocou à consideração da ATP possíveis sanções para o jogador, que conquistou cinco torneios na carreira.

O Open de São Petersburgo vai ser disputado este ano, pela primeira vez, na categoria ATP 500, contando com público a 50 por cento na Sibur-Arena.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e noventa e três mil mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.128 em Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.