Novak Djokovic mostrou-se esta segunda-feira agradecido pela decisão do jurídica que lhe permitirá seguir na Austrália, sair do isolamento que lhe foi imposto e disputar o Australian Open.

"Estou satisfeito e grato por o juiz ter anulado o cancelamento do meu visto. Apesar de tudo o que aconteceu na semana passada, quero ficar e tentar lutar pelo Open da Austrália", afirmou o tenista sérvio numa mensagem emitida através das suas redes sociais.

"Voei para aqui para jogar num dos mais importantes eventos que temos diante de adeptos fantásticos. Por agora, não posso dizer mais do que 'Obrigado' a todos por se terem mantido ao meu lado durante isto e por me terem encorajado a permanecer forte", acrescentou.

Djokovic, recorde-se, aterrou no aeroporto de Melbourne na passada quarta-feira, mas as autoridades de imigração revogaram o seu visto por não se encontrar vacinado contra a COVID-19, apesar de ter apresentado uma suposta isenção.

Tribunal australiano ordena libertação de Novak Djokovic e sérvio pode disputar Open da Austrália
Tribunal australiano ordena libertação de Novak Djokovic e sérvio pode disputar Open da Austrália
Ver artigo

Esta segunda-feira, um tribunal australiano ditou que o tenista, que se encontrava num centro de detenção em Melbourne, era livre para circular pelo país, ordenando a devolução do passaporte e dos bens pessoais do sérvio e permitindo assim que Djokovic dispute o Open da Austrália.

Veja as imagens do forte apoio recebido por Djokovic por parte dos seus fãs

 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.