Frederico Gil atingiu o seu melhor ranking de sempre (nº 64 do ranking ATP) depois da brilhante prestação no Torneio de Monte Carlo, onde atingiu de forma surpreendente os quartos-de-final, depois de ter vindo do qualifying.

Motivos mais do que suficientes para o tenista português se apresentar no Estoril Open com ambições legítimas de fazer melhor do que na edição anterior, ano em que atingiu a final. Em conferência de imprensa, Frederico Gil confirmou isso mesmo: «Estou a atravessar uma fase bastante boa. Sinto-me bem e calmo mas tenho muito trabalho pela frente».

O tenista ainda não sabe quem irá defrontar na primeira ronda do torneio, uma vez que o seu adversário provém do qualifying que ainda decorre. Esse facto não deixa Frederico Gil descansado: «Para quem joga o primeiro jogo contra alguém que já jogou três jogos é sempre difícil».

A primeira ronda ainda está por jogar, mas caso o tenista luso siga em frente, Fernando Verdasco ( nº 12 do ranking ATP) poderá ser o seu próximo adversário. Por isso não se adivinha tarefa fácil para Frederico Gil em mais uma edição do torneio português.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.