O tenista alemão Alexander Zverev está a ser acusado de violência doméstica. O atleta, que recentemente descobriu que ia ser pai com a namorada Brenda Patea, está a ser acusado por uma das ex-namoradas, Olya Sharypova, também tenista.

"Fui passear com a Dasha Medvedeva [mulher de Medvedev] em Nova Iorque e chegámos um pouco atrasadas. Ele ficou furioso e por causa disso discutimos. As nossas discussões nunca tinham razão. Nesse dia ele tentou estrangular-me com uma almofada, torceu-me os braços. Tentei fugir da sala várias vezes, mas ele não deixou. No final lá consegui correr descalça e com o telemóvel na mão. Escondi-me no lobby do hotel, mas ele veio atrás de mim e encontrou-me. Quis que eu voltasse para o quarto para conversar, mas recusei. Ele disse-me que ninguém ia querer saber de mim e eu fugi para a rua, descalça, sem saber para onde ir. Contactei um amigo que me ajudou", revelou a tenista russa, que namorou com Zverev entre 2018 e 2019, ao site 'Championat'.

Mas, as acusações de Olya Sharypova não ficam por aqui. "Passaram-se mais coisas graves das quais prefiro nem falar. Talvez noutra altura...", admitiu, acrescentando que este ato de violência de Zverev não foi um caso isolado. "Não foi a primeira vez que ele me levantou a mão. Aconteceu muitas vezes, mas eu culpava-me pelas coisas que aconteciam", disse ainda.

"O que aqui é importante é que ele assuma a responsabilidade pelos seus atos, sejam eles violência ou um filho. Não tenho medo de levar com processos ou reações negativas das pessoas que o defendem. Já lidei com coisas muito piores enquanto namorei com ele. E estou aqui", rematou a tenista.

Já Zverev recorreu às redes sociais para reagir tanto à notícia de que vai ser pai como às acusações da ex-namorada. "Vou ser pai com 23 anos e estou realmente muito feliz com esta criança. Apesar de eu e Brenda já não estarmos juntos, temos um bom relacionamento e eu vou cumprir com as minhas obrigações como pai", revelou inicialmente.

Em relação à entrevista de Olya Sharypova, Zverev negou ter praticado qualquer ato de violência. Estas acusações deixam-me muito triste. Conhecemo-nos desde crianças e partilhamos muitas experiências. Lamento muito que tenha feito estas declarações, porque as acusações não são verdadeiras. Tivemos um relacionamento que terminou há muito tempo. Não sei por que a Olga está a fazer estas acusações agora", salientou o tenista alemão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.