O 'veterano' suíço Roger Federer, de 33 anos, acabou hoje com o sonho do ‘miúdo’ croata Borna Coric, ao vencê-lo nas meias-finais do Torneio de ténis do Dubai, rumo à 123.ª final da carreira.

Roger Federer superou o ‘lucky loser’, que havia deixado pelo caminho o britânico Andy Murray e se tornara o mais jovem jogar a chegar às ‘meias’ no Dubai, em dois curtos ‘sets’ e menos de uma hora, pelos parciais de 6-2 e 6-1.

“Lembro-me quando, aos 17 anos, defrontei Andre Agassi. Tinha medo de acabar os dois ‘sets’ a zero, mas ganhei cinco jogos. Desejo-lho o melhor (a Borna Coric) para o resto da sua carreira”, disse Federer.

Por seu lado, o 84.º da hierarquia mundial, mostrou-se conformado com o desaire.

“Costumava vê-lo na televisão quando tinha seis ou sete anos e esperava poder defrontá-lo um dia”, afirmou Coric, acrescentando: “Sabia que ia ser difícil, pois há bem mais pressão do que quando se está a ver no sofá”.

Federer ainda enfrentou dois pontos de ‘break’ no primeiro jogo de serviço, mas salvou-os e ganhou rapidamente avanço (3-0), chegando depois a 5-2. O segundo ‘set’ foi completamente dominado pelo suíço.

Na final, o tenista helvético enfrentará o sérvio Novak Djokovic, número 1 mundial, ou o checo Tomas Berdych, quarto cabeça de série.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.