Os favoritos Roger Federer, Serena Williams e Victoria Azarenka seguiram esta quarta-feira tranquilamente em frente no Open dos Estados Unidos em ténis, num dia em que a italiana Sara Errani foi surpreendida.

O suíço Federer, cinco vezes campeão em Flushing Meadows, “despachou” o argentino Carlos Berlocq, por 6-3, 6-2, 6-1, em 95 minutos.

«Senti-me muito confortável no campo. Isso é um bom sinal», disse Federer, que chega como sétimo cabeça de série, lugar mais baixo em Nova Iorque desde 2002.

No quadro masculino, não houve surpresas de maior, com o espanhol David Ferrer, quarto favorito, e o francês Richard Gasquet, oitavo, a seguirem em frente, depois de afastarem, respetivamente, os compatriotas Roberto Bautista e Stephane Robert.

No setor feminino, Serena Williams, número um mundial e detentora do troféu, continua na busca pelo 17.º título do Grand Slam e hoje bateu a cazaque Galina Voskoboeva, por 6-3, 6-0.

A finalista vencida do último ano e segunda cabeça de série, a bielorrussa Victoria Azarenka, também garantiu a presença na ronda seguinte, com um triunfo tranquilo sobre a canadiana Aleksandra Wozniak, por 6-3, 6-1.

A primeira grande surpresa desta edição do “major” nova-iorquino foi a eliminação da italiana Sara Errani, quarta cabeça de série, que perdeu com a sua compatriota Flavia Pennetta, por 6-3, 6-1, terminando o encontro em lágrimas.

Outra das surpresas do dia foi causada pela japonesa Kurumi Nara, vinda da qualificação, que afastou a romena Sorana Cirstea, 19.ª pré-designada, por 7-5, 6-1.

Incapaz de causar surpresa foi a portuguesa Michelle Brito, que perdeu na segunda ronda com a russa Maria Kirilenko, 14.ª favorita, por 6-3, 6-1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.