O tenista português Gastão Elias reconheceu hoje ter ficado muito aquém das suas expectativas na derrota (6-3 e 6-1) contra o australiano Alex De Minaur na primeira ronda do Estoril Open.

Numa conferência de imprensa em que exibiu um tom visivelmente frustrado e em certos momentos irónico, o jogador, de 27 anos, recusou também que tivesse qualquer limitação física que pudesse ter condicionado o seu desempenho diante do número 111 do ranking mundial e um dos beneficiados com um ‘wild card' da organização do torneio.

"Acho que foi um jogo espetacular da minha parte, uma maravilha, talvez o melhor este ano... Foi um dia horrível, joguei muito mal e ele jogou muito bem. [Fisicamente] Eu estava mais do que bom. Simplesmente, foi um dia bom da parte dele", disse, recusando até que o início do encontro, em que venceu os seus primeiros dois jogos, tivesse sido positivo: "Não tive um começo bom, não consigo encontrar nada [positivo]".

Numa época em que as presenças na segunda ronda no Rio de Janeiro e em Buenos Aires figuram como os melhores resultados, Gastão Elias assegurou que o facto de perder na primeira ronda do maior torneio português de ténis não tem um significado especial.

"Não, não tenho problema nenhum em perder jogos. Estou zero desiludido. Sou capaz de estar desiludido com outras coisas. Simplesmente, não foi um dia bom ao nível de jogo. Se ganho ou perco não me preocupa. Já fiz piores jogos e ganhei, já fiz jogos melhores e perdi", atirou.

Convidado a fazer uma apreciação do jovem australiano Alex De Minaur, de 19 anos, o tenista luso preferiu não se alongar muito na análise.

"É um jogador fantástico, rapidíssimo, inacreditável, vai ser de topo. O próximo Lleyton Hewitt ou melhor, até", concluiu.

Fora do quadro principal de singulares do torneio, Gastão Elias vai agora continuar em ação na variante de pares ao lado de Pedro Sousa. A dupla portuguesa vai participar no último encontro desta terça-feira no court central, enfrentando o par composto pelo norte-americano Scott Lipsky e o israelita Jonathan Erlich.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.