Os tenistas portugueses Frederico Gil e Rui Machado tiveram na quinta-feira sortes distintas no torneio de Indian Wells, com o primeiro a ultrapassar a primeira ronda e o segundo a ser eliminado.

Gil, 86.º da hierarquia mundial e repescado da fase de qualificação, bateu o “qualifier” norte-americano Rhyne Williams (427.º), após quase duas horas e meia, por 6-3, 6-7 (6-8) e 6-4.

O jogador sintrense contrariou três pontos de quebra de serviço do adversário no primeiro “set” e dispôs de um “match point” no desempate do segundo parcial, mas foi obrigado a uma terceira partida, na qual foi o único a ter ocasião de “roubar” o saque do opositor, concretizando o triunfo no encontro.

«Joguei bem na última parte do encontro. Ele é um bom jogador, serve bastante bem, tem um bom primeiro serviço, uma boa direita com que procura muito os pontos, muito ‘slice’, sendo a esquerda batida menos boa. Não sei que ‘ranking’ tinha, mas joga bem», disse Gil, citado pela sua assessoria de imprensa.

No sábado, Gil defronta outro norte-americano, John Isner, 11.º favorito do torneio, e que já ganhou ao tenista português no Open dos Estados Unidos de 2010, por 6-4, 6-3 e 6-4.

O português melhor colocado no “ranking” internacional, Rui Machado (70.º) “caiu” diante do espanhol Guillermo Garcia Lopez, 66.º do Mundo, por 7-6 (8-6), 4-6 e 6-2.

«Foi um encontro bastante disputado. Tive algumas oportunidades desperdiçadas no primeiro ‘set’, consegui manter-me no encontro e fiz um bom segundo ‘set’, mas, na reta final, ele conseguiu ser mais regular», afirmou Machado, colocando no topo das prioridades «conseguir recuperar das lesões» para «trabalhar sem limitações».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.