O tenista português Gonçalo Oliveira não resistiu hoje ao favoritismo do anfitrião Botic van de Zandschulp e acabou eliminado na jornada inaugural do ‘challenger’ de Amersfoort, nos Países Baixos, em dois ‘sets’.

O jogador natural do Porto, número 291 no ‘ranking’ ATP, não foi capaz de superar o segundo cabeça de série, 132.º colocado mundial, e perdeu na primeira ronda pelos parciais de 6-2 e 6-4, ao cabo de uma hora e 21 minutos.

Oliveira, de 26 anos, sofreu dois ‘breaks’ no primeiro parcial e deixou o adversário ganhar vantagem no marcador, antes de ceder o triunfo na segunda partida, ao ser quebrado no seu jogo de serviço em duas ocasiões e só conseguir fazer um ‘break’.

Qualificado para a fase seguinte do torneio de categoria 80 do ATP Challenger Tour, que se joga em terra batida, Botic van de Zandschulp vai medir forças agora o alemão Mats Moraing, que derrotou o compatriota Johannes Haerteis, por 6-1 e 6-2.

Com a eliminação de Gonçalo Oliveira, já depois de Gastão Elias frente ao egípcio Mohamed Safwat, por 6-1 e 6-3, o ‘challenger’ de Amersfoort fica sem nenhum português em prova.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.