João Domingues avançou, esta quinta-feira, para os quartos de final do ‘challenger’ da Maia, ao derrotar o alemão Daniel Masur, pelos parciais de 7-6 (7-3) e 6-2, sendo o único tenista português ainda em prova.

O oliveirense, 14.º cabeça de série, bateu o 257.º jogador do ‘ranking’ ATP, em uma hora e 45 minutos, e vai defrontar, nos ‘quartos’ do Maia Open, o italiano Andrea Vavassori (398.º).

Domingues, 192.º classificado da hierarquia mundial, é o único português ainda em prova no torneio maiato, depois de hoje Pedro Sousa ter perdido com o italiano Riccardo Bonadio em três ‘sets’.

O número dois nacional e oitavo cabeça de série não conseguiu confirmar o seu favoritismo diante do 422.º tenista mundial, saindo derrotado por 4-6, 6-2 e 7-5 no encontro dos oitavos de final.

Sousa, 146.º do ‘ranking’, perdeu em duas horas e 27 minutos com o menos credenciado italiano.

O outro português que ainda se mantinha em prova, Nuno Borges, caiu também nesta segunda ronda, ao perder frente ao húngaro Attila Balazs, quinto cabeça de série e 13.º da hierarquia mundial.

Nuno Borges, de 22 anos, que na terça-feira havia vencido perante o seu público o seu primeiro encontro da carreira em torneios 'challenger', foi eliminado na madrugada de quarta-feira para quinta-feira.

Num encontro que foi suspenso durante duas horas a meio do primeiro 'set', devido a uma falha geral na luz do complexo, Borges, 614 do 'ranking', perdeu +pr 7-6 (7-0) e 6-4, em duas horas e 49 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.