O número um nacional, João Sousa, vai abrir na sexta-feira a eliminatória entre Portugal e Bielorrússia, referente ao Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis em ténis, seguido de João Domingues, no segundo encontro de singulares.

O vimaranense, 64.º colocado no ‘ranking' ATP, vai defrontar Ilya Ivashka, 135.º classificado na hierarquia mundial, enquanto João Domingues, o número três da equipa portuguesa e 179.º ATP, vai medir forças com Egor Gerasimov, líder da formação adversária e 119.º ATP, ditou o sorteio realizado hoje em Minsk.

Para o desafio de pares, o capitão português Rui Machado elegeu João Sousa e Pedro Sousa, que vão jogar contra Uladzimir Ignatik e Andrei Vasilevski no sábado, antes dos últimos dois encontros de singulares.

"Havia, sem dúvida, várias alternativas, o que significa que temos uma equipa com muito nível. Temos cinco encontros em dois dias, jogadores muito equilibrados e o João Domingues já teve boas vitórias em piso rápido este ano", avançou Rui Machado, em declarações à Lusa, explicando a nomeação do jogador de Oliveira de Azeméis para o segundo singular, em detrimento de Pedro Sousa, o número dois português.

Em relação ao encontro de pares, o capitão das quinas acredita que "João Sousa fará uma boa dupla com Pedro Sousa, um jogador mais experiente e que também tem feito bons resultados em pares".

A eliminatória entre a seleção nacional e a congénere bielorrussa, no piso rápido do Republic Olympic Tennis Center, vai apurar a equipa vencedora para a fase de qualificação da Davis Cup Finals de 2020, ficando a equipa derrotada relegada para o ‘play-off' de manutenção no Grupo I, a disputar em março do próximo ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.