O tenista português João Sousa falhou hoje o apuramento para os quartos de final de Wimbledon, terceiro ‘major' da época, ao perder diante do espanhol Rafael Nadal, número dois mundial, nos oitavos de final, no All England Club.

No terceiro encontro entre ambos, o número um português e 69.º colocado do ‘ranking' ATP não conseguiu travar o jogador natural de Manacor e terceiro cabeça de série, que sentenciou a continuidade na prova em três ‘sets', com os parciais de 6-2, 6-2 e 6-2, em uma hora e 46 minutos.

A jogar pela 27.ª vez um quadro principal de um torneio do Grand Slam, João Sousa sofreu um ‘break' logo de entrada frente a um demolidor Rafael Nadal, a servir muito bem e a insistir muito na sua esquerda.

Depois de o bicampeão de Wimbledon (2008 e 2010) cumprir facilmente os seus primeiros jogos de serviço, atingiu a vantagem de 4-0 e viu o vimaranense reduzir para 4-1, antes de fechar o primeiro parcial por 6-2, em 29 minutos.

O segundo ‘set' arrancou tal como o primeiro, com João Sousa a não conseguir fechar o seu primeiro jogo de serviço e a permitir a Nadal passar cedo para a liderança do marcador (2-1). Depois de reduzir para 3-1 e de ter anulado dois pontos de ‘break', no quinto jogo, o minhoto não deixou o esquerdino e detentor de 18 títulos do Grand Slam dilatar a vantagem e fez o 3-2.

Apesar de tentar travar de todas as formas os intentos de Nadal, o tenista português não foi capaz de evitar a quebra de serviço no sétimo jogo e o espanhol, de 33 anos, não desperdiçou a oportunidade de encerrar o parcial, com novo 6-2.

Obrigado a vencer o terceiro ‘set' para se manter na discussão pela qualificação inédita para os quartos de final de um torneio do Grand Slam, Sousa entrou com o pé direito e fez o 1-0, mas foi Rafael Nadal quem voltou a alcançar primeiro o ‘break', no terceiro jogo.

O espanhol manteve a vantagem e ao sétimo jogo acabou com as aspirações do minhoto, antes de fechar o duelo com o terceiro 6-2, sem enfrentar qualquer ponto de ‘break' ao longo de todo o encontro, tal como acontecera na ronda anterior ante Jo-Wilfried Tsonga.

Após bater o britânico Paul Jubb, o croata Marin Cilic (18.º ATP) e o britânico Daniel Evans (61.º ATP), João Sousa fez história, ao tornar-se no primeiro português a atingir os oitavos de final de Wimbledon, depois de ter alcançado igual feito no US Open em 2018.

Eliminado pelo ex-número um mundial, o português despede-se assim do ‘court' central do All England Club, com um prémio de cerca de 200 mil euros, relativo só à competição de singulares, e subida virtual ao 55.º posto do ‘ranking' mundial, a confirmar na próxima segunda-feira.

*artigo atualizado às 16h03

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.