O tenista português João Sousa disse hoje à agência Lusa que terá de “jogar ao mais alto nível para tentar vencer” o alemão Dustin Brown na primeira ronda do quadro principal de Wimbledon, terceiro torneio do ‘Grand Slam’.

Sousa, 58.º do ‘ranking’ ATP, terá pela frente o 93.º mundial, que classificou à Lusa como “um jogador muito perigoso, que gosta deste tipo de superfícies e tem bons resultados neste torneio”.

“Vai ser um encontro difícil em que terei de jogar ao mais alto nível para tentar vencer”, afirmou.

O tenista de 28 anos considerou que os portugueses “não têm uma grande cultura nesta superfície”, até porque “não há muitos campos de relva natural em Portugal”, mas o estilo de jogo “bastante agressivo, que se adapta a estas condições e a uma superfície tão rápida”, pode fazer a diferença no torneio do ‘Grand Slam’, que arranca a 03 de julho.

“Temos bons jogadores com muito talento que podem perfeitamente fazer bons resultados na relva, por isso acredito que num futuro próximo possamos ter bons resultados não só em Wimbledon como em outros torneios”, apontou.

O vimaranense vai procurar “dar o melhor, sempre”, tendo como melhor resultado a terceira ronda em 2016, e apontou dois “claros favoritos ao título”: o suíço Roger Federer, número três mundial e sete vezes campeão do torneio, e Rafael Nadal, segundo, que “vem de uma grande temporada” e venceu em Roland Garros.

Sousa é o único português no quadro principal do torneio inglês, depois de Pedro Sousa, 153.º do ‘ranking’, ter sido hoje eliminado na terceira e última ronda de qualificação pelo italiano Simone Bolelli, atual 312.º mundial, mas que já chegou a estar em 36.º, por 6-2, 6-3 e 6-2.

Caso João Sousa siga para a segunda eliminatória, o número um português poderá defrontar o líder do ‘ranking’ mundial, o britânico Andy Murray, vencedor de 2016, que joga na ronda inaugural com um jogador proveniente do torneio de qualificação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.