Kei Nishikori tornou-se o primeiro japonês em quase 100 anos a atingir as meias-finais do US Open em ténis, em Nova Iorque, ao eliminar o suíço Stan Wawrinka na quarta-feira, após uma "maratona" de cinco "sets".

Para chegar à penúltima ronda do quarto torneio do Grand Slam da temporada, Nishikori precisou de quatro horas e 15 minutos para derrotar o quarto jogador do "ranking" ATP, vencedor do Open da Austrália, com os parciais de 3-6, 7-5, 7-6 (9-7), 6-7 (5-7) e 6-4.

O décimo cabeça de série, que na ronda anterior já tinha levado quatro horas e 19 minutos para bater Milos Raonic, repete assim a proeza do seu compatriota Ichiya Kumagae, que em 1918 chegou às meias-finais dos US Championships, designação anterior à da "era" open, iniciada em 1968.

"Estava à justa no início, mas o meu corpo estava OK. Senti-me mais confiante após o primeiro 'set'", afirmou o nipónico, de 24 anos, que nas meias-finais vai enfrentar o vencedor do encontro entre o sérvio Novak Djokovic, número um mundial, e o britânico Andy Murray.

"É uma sensação espantosa. Estou a jogar bem e espero jogar a 100 por cento nas meias-finais", sublinhou Nishikori, jogador treinado por Michael Chang nos Estados Unidos e que este ano se tornou o primeiro japonês a alcançar um lugar no "top-10" da classificação mundial.

Com 18 ases, 68 "winners" e mais pontos ganhos (181 contra 177), Wawrinka foi traído pelo lado mais inconsistente do seu jogo, que o levou a cometer 78 erros não forçados. O helvético, de 29 anos, procurava a sua segunda presença consecutiva nas meias-finais em Flushing Meadows.

No quadro feminino, a russa Ekaterina Makarova, 18.ª do "ranking" mundial, qualificou-se para as meias-finais, ao derrotar a bielorrussa Victoria Azarenka, antiga número da hierarquia e finalista das duas últimas edições do torneio nova-iorquino, por 6-4 e 6-2.

Makarova está pela primeira vez entre as últimas quatro de um evento do Grand Slam, depois de ter atingido pela quinta vez os quartos de final. A sua adversária será a vencedora do embate entre a norte-americana Serena Williams, número um mundial e detentora do título, e a italiana Flavia Pennetta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.