O tenista russo Daniil Medvedev conquistou hoje a sua primeira vitória nas ATP Finals, ao impor-se novamente ao alemão Alexander Zverev, que já tinha derrotado na final do Masters 1.000 de Paris.

O número quatro mundial ‘redimiu-se’ hoje, na O2 Arena de Londres, da estreia de má memória nas ATP Finals no ano passado, quando perdeu os três encontros que disputou, triunfando com os parciais de 6-3 e 6-4, em uma hora e 30 minutos.

Apesar de assumir-se ainda cansado no rescaldo da final disputada há apenas oito dias, Medvedev foi mais consistente, sobretudo no segundo ‘set’, beneficiando da performance mais errática de Zverev, que ganhou apenas 21% dos pontos no seu segundo serviço.

O equilíbrio foi a nota dominante do início do encontro, com longas e espetaculares trocas de bola, mas o sétimo tenista mundial, campeão da competição em 2018, acabou por ‘oferecer’ um ‘break’ decisivo ao seu adversário no sexto jogo, ao cometer duas das sete duplas faltas que cometeu durante a partida.

O ascendente de Medvedev, que venceu os três últimos embates frente a Zverev – o alemão ganhou os primeiros cinco -, manteve-se no segundo parcial, com o russo a situar-se na segunda posição, atrás do sérvio Novak Djokovic, no grupo Tóquio1970.

No primeiro encontro da segunda jornada da competição que reúne os oito melhores tenistas do ‘ranking’ ATP, o número um mundial bateu o estreante argentino Diego Schwartzman, que garantiu uma vaga nas ATP Finals devido à ausência por lesão do suíço Roger Federer, pelos parciais de 6-3 e 6-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.