Miguel Relvas admitiu hoje a possibilidade de vir a aprovar o projeto que prevê um complexo multiusos no Jamor, em Oeiras, admitindo que novos investimentos são «sempre bem-vindos».

«Este é um projeto privado que estamos a avaliar mas que acolhemos, à partida, com satisfação. É sempre positivo ver que existem empresários com vontade de investir», afirmou o ministro com a tutela do Desporto, que hoje passou pelo Estoril Open em ténis.

Apesar de «o Governo acolher sempre com muito carinho quem queira investir» em Portugal, o ministro realçou que há pressa na conclusão da avaliação do projeto.

«O tempo corre contra nós e temos de ter pressa porque os bons investimentos são, por princípio, bem-vindos. Cabe ao Estado estimular, regular e fiscalizar. Temos de ser rápidos, porque se nós não o fizermos em Portugal, outros não deixarão de o fazer noutros países», frisou.

As instalações definitivas do Estoril Open em ténis, previstas para o Complexo do Jamor, em Oeiras, aguardam a aprovação do Governo para começarem a ser construídas, num projeto que implicará um investimento de 50 milhões de euros.

Dois estádios polivalentes, um com 10.000 lugares e outro com 5.000, ambos com teto amovível, são as principais características das futuras instalações que, assim, poderão escapar à chuva.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.