O tenista britânico Andy Murray, segundo do ‘ranking’ mundial, qualificou-se hoje pela quinta vez para a final do Open da Austrália, na qual defrontará o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo.

Na segunda meia-final do primeiro ‘Grand Slam’ do ano, Murray venceu o canadiano Milos Raonic, 14.º do circuito, em cinco ‘sets’, pelos parciais de 4-6, 7-5, 6-7 (4-7), 6-4 e 6-2, em quatro horas.

Na final de Melbourne, que reedita o encontro decisivo de 2015, conquistado pelo sérvio, Murray e Djokovic vão defrontar-se pela 31.ª vez, numa contabilidade claramente favorável ao líder do ‘ranking’, que ganhou 21 encontros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.