João Sousa assumiu a sua tristeza pelo adeus à 25ª edição do Portugal Open. O tenista português foi eliminado na primeira ronda do torneio pelo argentino Leonardo Mayer ao fim de três 'sets', com os parciais de 3-6, 6-1 e 6-2.

"Ele esteve muito melhor do que eu hoje, é merecedor da vitória e não há muito a dizer. As condições não estavam fáceis, mas foram iguais para os dois e ele soube lidar melhor com a situação. Só me resta dar-lhe os parabéns e desejar-lhe sorte para o torneio", começou por dizer João Sousa.

Em declarações prestadas na conferência de imprensa após o encontro, o melhor tenista luso de sempre reconheceu também que está longe da sua melhor forma, depois de três eliminações consecutivas na primeira ronda de um torneio. "As coisas hoje não saíram. Não estou a jogar bem, estou num momento não muito bom, mas as coisas são assim. Há que seguir em frente, este é apenas mais um torneio da minha carreira. Acho que não tenho de demonstrar a ninguém o que valho. Só jogo para mim e se continuar na linha de trabalho que tenho vindo a fazer os bons resultados virão", atirou.

Sem deixar de agradecer o apoio do público no Court Central do Jamor, João Sousa vincou o seu conformismo perante a superioridade de Leonardo Mayer, que está 58 lugares abaixo do seu ranking: o português ocupa a 40ª posição, enquanto Mayer está no número 98. 

"Ele esteve muito bem no capítulo do serviço e simplesmente hoje não consegui jogar. Tentei fazer algumas coisas diferentes, mas ele esteve muito bem", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.