“Teria sido fantástico recebermos o Novak [Djokovic]. No entanto, depois do seu 20.º título do ‘Grand Slam’, em Wimbledon, um recorde, e da sua participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio, compreendemos a sua decisão. Desejamos-lhe o melhor para o resto da época”, disse o porta-voz do torneio canadiano, Karl Hale.

Caso vença o torneio olímpico, e, depois, o Open dos Estados Unidos, o sérvio, líder do ‘ranking’ mundial, pode tornar-se o primeiro tenista masculino a conquistar os quatro ‘majors’ (Austrália, Roland Garros, Wimbledon e US Open) e o ouro olímpico em singulares no mesmo ano.

Em femininos, a alemã Steffi Graff conseguiu a proeza em 1988, vencendo os quatro torneios do ‘Grand Slam’ e o ouro nos Jogos Olímpicos de Seul.

A organização de Toronto informou também que Dominic Thiem (sexto do ‘ranking’), David Goffin (20.º) e Stan Wawrinka (29.º) anunciaram igualmente que não podem comparecer, todos devido a lesões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.