O sérvio Novak Djokovic, campeão em título e número um mundial, foi hoje eliminado nos quartos de final do torneio de ténis de Madrid pelo compatriota Janko Tipsarevic, perdendo por 7-6 (7-2) e 6-3.

Com a eliminação de Djokovic, que saiu do “court” debaixo de assobios, cumpre-se a tradição no torneio madrileno, da série Masters 1000, já que, nas 10 edições anteriores, nenhum campeão conseguiu revalidar o título no ano seguinte.

Tipsarevic, oitavo do ranking mundial, precisou de quatro “match points” para fechar o encontro em 1:42 horas e tornar-se no quarto tenista a bater “Djoko” esta temporada, depois de Andy Murray nas meias-finais do Dubai, John Isner nas “meias” de Indian Wells e Rafael Nadal na final de Monte Carlo.

Um dos principais opositores da terra batida azul eleita pelos organizadores do torneio, o número um mundial, que escorregou no “court” durante o aquecimento e, brincando, imitou um patinador no gelo, voltou a fazê-lo durante o encontro, magoando-se no tornozelo esquerdo.

O presidente da ATP, Brad Drewett, reconheceu hoje que o piso dos “courts” da Caja Mágica não estão à altura de um torneio da série Masters 1000 e precisa de melhorar.

«Há que encontrar o equilíbrio entra a qualidade do piso e o que os jogadores querem. É preciso sentar-se com eles, falar, ver o que se pode melhorar», defendeu numa visita ao complexo que é a sede do principal torneio espanhol.

Na meia-final, o oitavo tenista mundial irá encontrar o vencedor do confronto entre o suíço Roger Federer e o espanhol David Ferrer.

O checo Tomas Berdych, que bateu o carrasco de Rafael Nadal, o espanhol Fernando Verdasco, por 6-1 e 6-2, e o campeão do Estoril Open 2012, o argentino Juan Martin del Potro, vencedor diante do ucraniano Alexandr Dolgopolov (6-3, 6-4), defrontam-se na outra meia-final do torneio madrileno.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.